MAIS UM DADO CRUEL DA PANDEMIA

De acordo com matéria publicada nesta semana no Diário do Nordeste, “Ceará tem 5,6 mil crianças e adolescentes órfãos da Covid-19”. “Eles perguntam pela mãe direto”.

“A estimativa é baseada em estudo da revista científica The Lancet. Rastro de ausências deixado pela pandemia exige ações assistenciais profundas e a longo prazo.”

Vale a pena ler o conteúdo todo. Embora triste, nos faz refletir.

O assunto traz uma questão muito comum, chamada de ilusão de controle, a qual ocorre quando assumimos que “isso só acontece com os outros”.

A questão de achar que não estamos em perigo em uma situação porque “não aconteceu nada até agora”, ou seja, de que é possível controlar o incontrolável.

Assim como, “não precisamos nos preocupar com o que muitos se preocupam”.
Por outro lado, existem as sensações negativas que acompanham-nos muitas vezes ao longo da nossa vida, sem que conheçamos as verdadeiras razões disso.

Longe de adentrar em aspectos técnicos, dos quais não somos capacitados, acreditamos que os fenômenos mencionados, ora podem nos beneficiar, ora nos prejudicar, dependendo das circunstâncias.

Pelo prisma do seguro de vida, tanto na “ilusão de controle” quanto nas “sensações negativas” se encaixa. O seguro de vida, visto como uma forma de proteção pode minimizar impactos em diferentes tipos de imprevistos que surgem ao longo da vida.
No entanto, não basta contratar um seguro de vida. Tem que ter a certeza de que ele irá te deixar confortável em todas as situações.

E mais, o seguro de vida ideal, é aquele que te oferece proteção com base nas suas necessidades.

compartilhe este post

QUEM VIU ESSE POST TAMBÉM CURTIU:

O outro lado da moeda

Mulheres abusivas são tão comuns quanto a homens abusivos. Para tratar aqui do assunto, convidamos novamente a psicóloga Christiane @christiane_psicologia. Ela vai nos contar como

Feminicídio

O tema do evento desta semana é de dar nó no estômago. Infelizmente, tão recorrente no país e no mundo, o Feminicídio. O assunto será