Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência

Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência

Instituída pela Lei nº 13.798/19, a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência é celebrada anualmente no período que inclui o dia 1º de fevereiro.
A campanha tem como objetivo contemplar vasto público, do qual fazem parte adolescentes do sistema socioeducativo, alunos da rede pública de ensino e jovens em territórios de vulnerabilidade social.
“Esta é uma ação importantíssima, uma vez que a gravidez na adolescência envolve muito mais do que questões físicas, mas também emocionais e sociais”, afirma Damares Alves ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.
Estudos apontam que o Brasil corresponde a sétima maior taxa de gravidez adolescente da América do Sul, com um índice de 65 gestações para cada 1 mil meninas de 15 a 19 anos conforme mostra um estudo divulgado em 2017 pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA).
A maior frequência de gravidez na adolescência está relacionada a falta de informação e mau uso dos métodos anticoncepcionais. Certo que sua ocorrência é maior em pessoas de baixa escolaridade.
Apesar de os adolescentes possuírem conhecimento dos métodos anticoncepcionais existentes, eles desconhecem como se prevenir. Desse modo, desconhecendo o funcionamento de cada método, utilizam-no de forma incorreta.
Acreditamos que quanto mais falarmos sobre o assunto, mais aumenta a probabilidade de jovens se conscientizarem e prevenirem da incidência da gravidez entre eles, no entanto, o papel principal, é da família. Todos os seus membros precisam estar atentos aos comportamentos dos seus jovens e tentar educá-los antes que o problema se estabeleça.
Quebrar o tabu de falar sobre sexo, é o melhor anticoncepcional que existe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *